skip to Main Content
Abertura De Transportadora: Passo A Passo Para Ter Sucesso

Abertura de transportadora: passo a passo para ter sucesso

Os brasileiros são empreendedores por natureza e quando se pensa em abrir um tipo de negócio é preciso muito estudo e detalhamento no processo. E pelo fato do Brasil ter uma grande extensão de rodovias, o transporte de cargas é um mercado em expansão a ser analisado.

Em 15 anos, a média de investimento em transportes representou apenas 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – segundo a Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).

Dessa forma, quando se deseja abrir uma empresa de transporte de cargas, é preciso definir estratégias que vão desde conhecer o mercado de atuação e até mesmo saber os custos de investimentos necessários.

Passo a passo para abrir uma empresa de transporte de cargas

-Tipos de transportadoras

  • Transportadora de cargas pesadas
  • Transportadora de mudanças
  • Transportadora de veículos
  • Transportadora de mercadorias
  • Transportadora de medicamento
  • Transportado de cargas perigosas

-Plano de negócio

Aqui deve ser feito todo o planejamento do seu negócio. Pensar quem vai ser o seu público-alvo, com que tipo de serviço que você vai querer atuar e até mesmo onde vai ser a sede da sua empresa de cargas.

Ter esses parâmetros bem definidos ajudam o empresário a ter uma visão mais clara do seu empreendimento. Além de criar metas objetivas para o crescimento do seu negócio.

-Perfil da operação

Neste momento, é preciso escolher que tipo de transportadora a sua empresa vai ser. Veja abaixo alguns tipos:

  • Transporte rodoviário de carga fechada (transportar mercadorias de apenas um cliente a um ponto específico)
  • Transporte rodoviário de carga fracionada ou compartilhada
  • Transporte de containers
  • Cargas expressas
  • Carga líquida
  • Carga química
  • Carga de grãos

Deve ser definido também, neste momento, se ele trabalhará somente com transporte de cargas ou outros serviços, como armazenagem e paletização (agrupamento de caixas numa única carga). Esses fatores permitem ao empresário uma estrutura de pacote de serviços e valores competitivos e condizentes com o mercado.

-Escolha da frota

O empresário pode escolher para sua transportadora que tipo de frota quer utilizar. Seja profissionais próprios ou autônomos. Nesta etapa, é preciso avaliar o custo-benefício de cada opção.

O bom dos profissionais próprios é que eles podem ser moldados a característica da empresa, mantendo uma padronização. Já os profissionais autônomos não haverá uma autonomia em relação a eles.

-Estrutura

Uma empresa de transporte de cargas de pequeno porte precisará de um galpão para manter a frota, um local para organizar as mercadorias e um escritório para administração e financeiro do negócio.

Alguns itens são fundamentais para que o empresário entenda como abrir uma transportadora. Veja abaixo:

  • Veículos de carga, se for escolhido trabalhar com frota própria;
  • Local para a armazenagem de mercadorias e consolidação das cargas. Esta área pode ser alugada ou comprada pela empresa;
  • Contratação de colaboradores para todos os setores, como comercial, administrativo, financeiro e operacional;
  • Infraestrutura, como computadores, móveis, balança para a carga, impressora e demais itens;
  • Sistema de gestão de transporte para otimizar e integrar os processos e veículos da frota.

-Documentação Necessária

  • Razão social e responsável legal;
  • Inscrição no CNPJ/MF;
  • Inscrição estadual;
  • Registro de contrato social na Junta Comercial;
  • Alvará de funcionamento para transporte rodoviário;
  • Endereço completo da matriz;
  • Área de atuação da transportadora;
  • Se houver, relação de filiais;
  • Relação dos veículos que compõem a frota.

-Equipamentos

Os principais equipamentos utilizados para empresas de pequenas cargas e fretes são os veículos usados na realização do serviço de transporte de cargas.

Depois te der definido que tipo de frota que você vai utilizar, pense nos caminhões que serão utilizados.

Para empresas de pequenas cargas e frete possam se manter competitivas e garantir agilidade no desempenho de suas tarefas de gestão logística, é importante adotar algumas tecnologias de apoio. Veja abaixo:

  • GPS
  • Sistema de gerenciamento e manutenção de frota
  • Sistema de redes em malha (comunicação entre profissionais e a localização de cargas)
  • Pequenos guindastes e sistemas de elevação de mercadorias para carregamento dos veículos.

Defina o processo produtivo

Já vimos que é essencial planejar todo o processo da empresa de transporte de cargas. Com isso, definir o processo produtivo é preciso segmentar em três partes. Veja abaixo:

-Pedido

O cliente solicita o serviço de cargas por um dos meios disponíveis. O responsável por atender este consumidor entende quais são as suas necessidades, qual é a carga e o prazo da entrega.

Dessa forma, é definido o tipo de veículo mais indicado e o preço do frete é calculado. Seguindo para aprovação do cliente e selecionando a equipe.

-Coleta

Mercadoria é separada de acordo com os cuidados específicos, acomodação e inserida no veículo escolhido.

-Translado

É transporte da carga propriamente dito

Franquias de transportadora de cargas de sucesso

-Correios

Os correios são uma das mais conhecidas formas de envio de encomendadas no Brasil. São mais de 6 mil agências próprias e mais de 1 mil agências franqueadas.

Como se trata de uma empresa do Governo Federal, o processo para tornar-se franqueado dos Correios se dá por meio de licitação. É preciso ficar atento a novos editais.

Investimento total: R$ 122,4 mil a R$ 261,6 mil

Taxa de franquia: R$ 12,6 mil a R$ 23,8 mil

Royalties: 1%

Faturamento médio mensal: R$ 337 mil

Prazo de retorno: 120 meses

-Gollog

Serviço de cargas da Gol. Os serviços de entrega oferecidos incluem a opção de entrega express, para encomendas urgentes, encomendas padrão, embarque especiais, como animais e perecíveis e transporte internacional.

O transporte de cargas é feito via aérea em todos os trechos cobertos pela Gol e a Gollog tem quatro bases próprias em aeroportos brasileiros. Segundo dados da empresa, cerca de 6 mil toneladas de produtos são transportadas por mês.

Investimento total: R$ 176 mil a R$ 335 mil

Taxa de franquia: não informado

Royalties: 0,04%

Faturamento médio mensal: R$ 200 mil

Prazo de retorno: 24 a 30 meses

-JadLog

A JadLog trabalha com rastreamento informatizado, seguro para pacotes e transporte nacional e internacional de encomendas. A franqueadora tem preferência por empreendedores que já tenham experiência no segmento de encomendas expressas.

As lojas enviam as encomendas aos centros operacionais, que fazem a distribuição conforme a área definida em contrato.

Investimento total: R$ 36 mil a R$ 106 mil

Taxa de franquia: não informado

Royalties: não cobra

Faturamento médio mensal: R$ 30 mil

Prazo de retorno: 24 meses

Conclusão

Concluímos que para abrir uma transportadora de cargas é preciso cuidado em algumas partes, porém é possível ter um negócio bem vantajoso na área de transportes.

Gostou? Deixe um comentário abaixo! 👇👇

Leia outros artigos no nosso blog!

📍 A ST Consultoria é uma empresa de Contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas e profissionais liberais, oferecendo orientação contábil, fiscal, pessoal e financeira, entre outras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top